sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Sandy relembra seu baile de debutante: "Ali eu era uma menina. Hoje sou uma mulher"

Famosa desde os 8, a cantora conta seus planos para os próximos anos

 

  A fama chegou ainda na infância para Sandy, 30. “Lembro de ser retratada pela CONTIGO! bem menina, antes de começar minha carreira, por ser filha do Xororó”, diz a cantora, que subiu em um palco pela primeira vez aos 8. Mas um dos momentos mais especiais de sua vida aconteceu em 28 de janeiro de 1998, quando completou 15 anos e comoveu seus fãs em um baile de debutante para 550 pessoas na Hípica de Campinas. E, claro, virou matéria. “Foi muito lindo, mágico! Lembro direitinho de tudo, de cada detalhe daquela noite”, ela diz. Na época, Sandy cantava ao lado do irmão, Junior, 29, e a dupla já havia vendido mais de 5 milhões de CDs.

  Como uma das artistas mais requisitadas do país, fez uma entrada triunfal no baile ao som de Se uma Estrela Aparecer - versão da música natalina When You Wish Upon a Star, tema do filme Pinóquio - tocada pela Orquestra Sinfônica de Campinas. Teve valsa e muitos convidados especiais, como os cantores Daniel, 45, e Leandro, falecido em 1998, que fazia dupla com Leonardo, 50. Depois, abriu a pista, e a festa seguiu até o dia raiar. “Fui a última a sair do baile e já havia passado das 6h da manhã. Dancei tanto que saí de lá literalmente carregada. Não conseguia encostar o pé no chão”, lembra aos risos.

  O ano de 1998 foi mesmo marcante. Nos últimos meses dele, Sandy conheceu o músico Lucas Lima, 31, que se tornou seu marido em 2008. “Aos 15 anos eu me projetava aos 30. Esperava estar casada, com filhos e cantando com meu irmão.” Hoje, ela se imagina aos 50. “Gostaria de estar tão bonita quanto minha mãe é hoje, manter meu casamento, seguir minha profissão e ter filhos... Ali eu era uma menina. Hoje sou uma mulher. Mas sigo com a mesma essência: uma pessoa focada, dedicada à profissão e que ama sua família.”


Adolescente milionária

  Boa menina, bonita, talentosa e famosa. Na década de 1990, muitas garotas queriam ser Sandy (e muitas mães desejavam uma filha como ela). A cantora tem razões para não esquecer 1998. Além de ter conhecido Lucas Lima, seu primeiro namorado (com quem se casou dez anos depois), e ter ganhado uma festa de debutante digna de princesa, naquele ano ela alcançou o status de popstar. Sandy e Junior lançou o disco Era uma Vez, que bateu a marca de 1,7 milhão de discos vendidos. Nunca a dupla tinha alcançado um milhão.

  ESTA MATÉRIA FAZ PARTE DA EDIÇÃO 1994 DA CONTIGO!, NAS BANCAS EM 04/12/2013.


Fonte: M de Mulher