sexta-feira, 26 de abril de 2013

Sem pudores, Sandy diz que faria cenas sensuais se precisasse

Cantora diz que toparia fazer takes picantes em nome de uma personagem


  Em paralelo à trajetória musical, Sandy vai estrear em breve nos cinemas. A cantora, que retomou sua carreira de atriz, revelou ao Fuxico alguns detalhes sobre sua personagem no filme Quando Eu Era Vivo.

  “É um filme mais adulto, que fala sobre coisas mais sérias. É baseado no livro Arte de Produzir Um Efeito Sem Causa, do Lourenço Mutarelli. A minha personagem é a Bruna, uma estudante de música. Ela é inquilina do personagem do Antônio Fagundes (chamado Sênior). Aí o filho dele (Júnior, interpretado por Marat Descartes) volta para a casa do pai depois de se separar da esposa e sair do emprego, meio fracassado, assim. E ele começa a ter problemas psicológicos. E vamos passar a dividir o espaço na casa, a Bruna vai se envolver com os conflitos dele. É um suspense dramático, acho que pode até ser chamado de filme de terror (risos)”, detalhou ela.

  Profissional, Sandy ainda disse que, caso fosse extremamente preciso, faria cenas mais sensuais:

  “Eu gosto muito de atuar e não coloco limites. Eu não ficaria completamente nua, porque é um princípio meu mesmo. Eu nunca aceitei posar nua, porque é uma coisa minha com o meu corpo, de pudores. Mas, em um filme, se fosse alguma cena mais sensual que tivesse alguma cena de sexo, sem mostrar tudo, eu com certeza faria. Se fosse algo importante para a trama e para a personagem, isso não seria um empecilho”, contou a cantora.

  Quando Eu Era Vivo é uma adaptação do diretor e roteirista Marco Dutra. A estreia está prevista para o mês de Junho.

Fonte: O Fuxico