quarta-feira, 9 de maio de 2012

“Cozinhar para o meu marido faz parte da sedução”, afirma Sandy

   Estreando como apresentadora, Sandy diz gostando do desafio de comandar um reality show de MMA no "Fantástico" Em entrevista, ela fala mais sobre os 30 anos, carreira, filhos e da imagem de "mulher frágil".


   Linda, bem-sucedida e talentosa. É preciso usar algum outro tipo de truque para seduzir alguém? Sandy acredita que algumas “arminhas” de sedução sempre valem a pena. “Gosto de cozinhar para o meu marido. Faz parte da sedução, sim”. E claro que ela faz o prato que o músico Lucas Lima gosta: frango em cubos com requeijão e shoyu. “Fica uma delícia”, garante.

   Mas se engana quem pensa que Sandy adora esse universo doméstico. “Tem dias que estou disposta a cozinhar, mas não gosto de lavar louça não”, brinca. Vivendo um momento muito importante e diversificado em sua carreira – como apresentadora do programa “Superbonita”, no canal GNT, durante a licença-maternidade de Luana Piovani, e de um quadro para o "Fantástico" sobre "The Ultimate Fighter Brasil", o reality show de MMA -, Sandy mostra que de garota frágil não tem nada e gosta de arriscar na carreira. “Estão achando muito interessante esse contraste da minha figura pequena e delicada com MMA, né?”.


   Já sobre a maternidade, Sandy evita comentar os boatos de que estaria grávida, apesar das notícias recentes que circularam pelas redes sociais. A única coisa que confirma é que quer, sim, ser mãe. “Tenho planos de ser mãe. Começo a pensar no nome que quero dar para a criança, por exemplo”.Leia abaixo o bate-papo completo.

 Marie Claire – Você vive um momento bem diversificado na sua carreira atuando como apresentadora. Como surgiu essa oportunidade?
Sandy – As coisas aconteceram de forma inesperada e aceitei porque achei as ideias muito boas e um novo desafio para mim. Adorei estar do outro lado e tenho recebido críticas bastante positivas.

MC – Aceitar ser apresentadora de um reality show de MMA é para mostrar que a Sandy não tem nada desta postura de “menina frágil” que todos a rotulam?
Sandy – Estão achando muito interessante esse contraste da minha figura pequena e delicada com MMA, né? Sempre fui apaixonada por luta e faço boxe há cinco anos. Se quebrar esse rótulo for uma consequência de fazer o programa, vou gostar muito. Mas não pensei nisso na hora de aceitar a proposta. Foi realmente pelo desafio de fazer algo que ainda não tinha feito na minha carreira. Só que tenho uma força, uma agressividade boa voltada para as coisas que eu quero, que pouca gente sabe e será legal se, depois do programa, as pessoas perceberem isso.


MC – Você também sempre foi rotulada como a “menina boazinha”. E como fica o lado sexy da Sandy?
Sandy – Não me preocupo em ficar evidenciando isso. Tenho segurança do que sou como mulher. É para o meu marido que eu quero ser sensual. Sou muito bem resolvida com essa questão. A sensualidade está dentro da gente e não precisa estar com pouca roupa ou evidenciar isso no último grau para mostrar.

MC – Mas você se acha bonita?
Sandy - Não me acho bonita como as pessoas acham. Sou uma beleza normal. Acho que meus olhos grandes são um ponto forte em mim. Acho que meu corpo também está a meu favor. Já não aceitei o meu tamanho, mas cada dia estou aceitando mais. As mulheres baixinhas podem ser muito sensuais! (risos).


MC – Você chegou aos 30 anos. Pensar na idade é difícil para quem é famosa desde criança?
Sandy – Assusta bastante, mas estou muito reflexiva pensando nas coisas da vida e da carreira. De repente, você se dá conta da idade. É um atestado oficial de que a juventude já foi e que você é adulta. Em relação ao corpo e à beleza, sinto que fica mais difícil se manter em forma, então os cuidados com os exercícios e a alimentação são maiores.

MC – Você gosta de assumir um lado dona-de-casa, cuidar do maridinho?
Sandy – Gosto de manter minha casa em ordem, organizar a decoração dos ambientes para ficar com o meu marido. Mas não gosto de pegar no pesado não e detesto lavar louça (risos). Ainda bem que tenho a possibilidade de ter alguém que cuide disso para mim. Tem dias que estou disposta e gosto de cozinhar. Faço cookies de chocolate que são deliciosos. Também gosto de fazer frango em cubos com molho de requeijão e shoyu que o Lucas gosta. Cozinhar para o marido faz parte da sedução, sim!

Fonte: Marie Claire