sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Sandy se apresenta em evento fechado em Paulinia

Sandy usou um vestido de gala para se apresentar ao lado do maestro João Carlos Martins. A cantora postou em sua página no Twitter uma foto dos bastidores do show fechado que fez na noite desta quinta-feira, 12. “Atendendo a pedidos, aqui vai uma foto do look”, escreveu Sandy na legenda da foto.




“Se todos dedicassem pelo menos 20% do seu tempo nessa tarefa, a música erudita seria mais popular que o rock no Brasil”. A frase é do maestro João Carlos Martins, conhecido pelo seu engajamento na tarefa de levar a música erudita para todos os grotões do País. O músico se apresenta com a Orquestra Filarmônica Bachiana Sesi-SP hoje no Theatro Municipal de Paulínia.
A atividade, marcada para iniciar às 19h30, deve contar também com a participação especial da cantora Sandy e faz parte da série “Classicos EMS”. A performance do jovem tenor Jean Willian também alimenta a expectativa do público hoje. A entrada é somente para convidados.
O maestro, em entrevista ao TodoDia, não escondeu a animação em tocar novamente no Theatro Municipal de Paulínia. “É a segunda vez que me apresento lá. É um ótimo espaço e tem uma importância muito grande quando se trata de descentralizar as exibições culturais e fugir do eixo Rio-São Paulo”, comenta. Na opinião do ex-pianista, o investimento em espaços culturais de qualidade distribuído em diversas cidades foi algo que aconteceu nos EUA há 50 anos atrás. “Estamos muito atrasados nesse aspecto”, criticou.
Na semana passada, Martins esteve em Campinas para lançar seu livro “Na Roda com o Maestro” que pretende levar música clássica ao público infantil. “Foi uma emoção muito grande. Mais de mil pessoas no evento”, contou, ainda comemorando. O maestro mandou avisar que seu livro biográfico “A Saga das Mãos” está sendo revisado e deve ser republicado novamente. Ainda não há uma data marcada para o relançamento, mas a grande novidade, que vem entusiasmando o ex-pianista, é que o trabalho será tema de um novo filme. “O Bruno Barreto vai começar a fazer um filme sobre minha autobiografia. Ele deve começar a gravar no ano que vem”, conta. O longa-metragem irá abordar a vida dele, que é um dos maiores intérpretes de Bach no século XX e que se viu impossibilitado de tocar o piano por causa de problemas que afetaram os movimentos de suas mãos. Martins já serviu como inspiração para os filmes “Martin´s Passion” e “Rêverie”.
“Mesmo não atuando mais profissionalmente como pianista, Martins fará uma apresentação no piano especialmente para esse evento”, anunciou o vice-presidente da EMS, Waldir Eschberger Júnior.

Fonte: Ego